Áreas de Atução
A nossa equipe jurídica orgulha-se em desenvolver relações significativas com os nossos clientes. Nossa missão é oferecer seja em âmbito familiar, na relação empregatícia e empresarial, soluções econômicas eficientes para ajudar você ou sua empresa a prosperar. Nós amamos o que fazemos.

Importante considerar que a especialização do advogado em um universo de normas jurídicas e interpretações judiciais cada vez mais intricadas exige do profissional capacitação, especialização e estrutura para os enfrentamentos das decisões de primeira instância, dos Tribunais de Justiça e Cortes Superiores.  

Nossas áreas de atuação são: Direito de Família, Sucessões, Imobiliário, Empresarial e Trabalhista.
 
  • Família e Inventário
    Família e Inventário
  • Imobiliário
    Imobiliário
  • Empresarial
    Empresarial
  • Direito do Trabalho
    Direito do Trabalho
Descumprimento Contratual;
Dissolução Empresarial;
Cobrança;
Indenização por Negligência;
Indenização por Imperícia;
Indenização por Imprudência;
Empresas;
Defesa do Consumidor;
Contratos;
Aci­dente do trabalho;
Ações ind­eniza­tórias decor­rentes de aci­dente do tra­balho e doenças ocupacionais;
Questões rela­cionadas à admis­são e demis­são do empregado;
Aviso prévio;
Cál­culo do valor cor­reto da rescisão e seguro desemprego;
Estabilidade;
Desvio de função;
Dobras e horas-​extras ilegais;
Empre­gado doméstico;
Equiparação e Reen­quadra­mento salarial;
Férias, Décimo-​Terceiro Salário e aviso prévio;
Fundo de Garan­tia por Tempo de Serviço (FGTS);
Ind­eniza­ção por assé­dio moral e sexual;
Adi­cional Insalu­bri­dade e periculosidade
Irreg­u­lar­i­dades em con­trato de trabalho;
Demis­são por Justa causa;
Multa por atraso de pagamento;
Recla­matórias tra­bal­his­tas em geral;
Rein­te­gração do empregado;
Repouso sem­anal remunerado;
Rescisão;
Tra­balho temporário;
Tra­balho noturno – adi­cionais noturnos;
Despejo;
Contrato Imobiliário;
Arras;
Responsabilidade Imobiliária;
Contrato de Compra e Venda;
Contrato de Locação;
Rescisão Contratual;
Inadimplemento e Multa Contratual;
Atraso de Obra;
Construção Civil e Incorporação;
Usucapião;
 Corretagem;
Descumprimento contratual;
Indenizações (Dano Moral, Material e Outras)
Responsabilidade do construtor;
Ambiental e agrário;
Assessoria em investimentos imobiliários;
Reintegração de posse ;
Contratos imobiliários de compra e venda, comodato e outros;
Condomínios;
Desapropriação;
 Terrenos e Loteamentos;
Regularização de imóveis;
Desmembramento de imóveis;
 Consultoria para análise de riscos de compra e venda;
Assessoria na aquisição de imóveis na planta, novos e usados;
Direitos e deveres do locador e locatário (Direitos e deveres imobiliários);
Locação de imóveis: aluguel empresarial, aluguel residencial e aluguel para temporada 
Revisão de contrato de locação de imóveis;
Assessoria para imissão na posse de imóveis adquiridos em leilão;
Leilão de imóveis (Judicial e Extrajudicial);
FAMÍLIA:
Divórcio
Dissolução de União Estável
Fixação de Pensão Alimentícia
Revisional de Pensão Alimentícia
Exoneração de Pensão Alimentícia
Guarda e Regulamentação de Visitas
Investigação de Paternidade
Inventário
Testamento
União Homoafetiva
Violência Doméstica - Maria da Penha
Alteração de regime de bens;
Partilha judicial de bens;
Ação de alimentos;
Ação de oferta de alimentos;
Execução de pensão alimentícia;
Negatória de paternidade;
Adoção;

INVENTÁRIO:
Planejamento Sucessório;
Testamentos e doações;
Inventário judicial e Extrajudicial;
Inventário e partilha de bens extrajudiciais;
Remoção de inventariante;
Ação de bens sonegados;
Anulação de testamento;

Institucional
Advogados
 
Sobre a Jaster Advocacia
A JASTER ADVOCACIA é responsável por inovar em sustentações jurídicas e trazer soluções para conflitos de pequena, média e elevada complexidade em seu campo de atuação. Atualmente, o que se verifica nas demandas familiares é a ocultação de bens e direitos com o fim exclusivo de desfavorecer o cônjuge no processo de divórcio. Assim, o escritório atua a fim de proteger a efetivação da divisão justa no processo litigioso ou consensual.

O conhecimento técnico especializado permitirá ao cliente ter a segurança jurídica necessária ao correto desenvolvimento processual, principalmente, em se tratando de relações familiares que envolvem distorções patrimoniais entre os cônjuges envolvidos.

Em se tratando de questões imobiliárias há de se frisar a elevada quantidade de leis especiais, as quais demandam o conhecimento específico na interpretação segura a favor do cliente. Especialização que demonstra o grande diferencial da Jaster Advocacia.

Sobre as demandas empresariais e indenizatórias postuladas pela Jaster Advocacia, tanto na defesa processual como no ajuizamento, os resultados obtidos a seus clientes demonstram a qualificação do escritório.

A atuação de maneira decisiva em favor do Empregado na propositura e no acompanhamento de ações trabalhistas, adotando procedimentos segmentados específicos para assegurar a eficiência e a agilidade que caracterizam os serviços prestados.
 
Advogados
  • Winderson Jaster
    Winderson JasterOAB/PR 57.388
    Formado na Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Advogado Inscrito na OAB/PR 57.388. 

    Especialista em Direito de Família, Sucessões e Direito Imobiliário.

    Pós-graduado em Direito de Família e Sucessões (Unicuritiba). Pós-graduado em Direito Imobiliário (Universidade Positivo). Pós-graduado em Direito Aplicado na Escola de Magistratura do Paraná. 

    Autor de artigos jurídicos.

    Atuação exclusiva para dirimir os anseios e conflitos no seio familiar, indenizações e questões imobiliárias correlatas. Membro do Instituto Brasileiro de Direito de Família - IBDFAM. 

    Exerce atividade jurídica nos estados do Paraná, Santa Catarina, São Paulo e Rio de Janeiro, focando a advocacia na cidade de Curitiba-PR.  
     
  • Valderiane Schimicoviaki
    Valderiane SchimicoviakiOAB/PR 94.273
    Formada na Faculdade de Direito Unicuritiba e Pós–Graduanda (Especialização) em direito material e processual do trabalho pela Universidade Positivo.

    O setor de Direito do Trabalho do escritório Jaster Advocacia é gerenciado pela Dra. Valderiane Schimicoviaki. Advogada trabalhista com experiência na prestação de assessoria jurídica e contencioso judicial, atuando exclusivamente em prol do empregado.

    O escritório preocupa-se com a defesa dos direitos do trabalhador. Muitas vezes os direitos do empregado não são observados pelo empregador, sendo necessário o ajuizamento de uma reclamatória trabalhista, que nada mais é do que o exercício do direito de ação do empregado contra o empregador perante a justiça do trabalho.

     
 
Decisões Judiciais
Casal que morou junto por duas semanas não tem união estável, diz STJ

Casal que morou junto por duas semanas não tem união estável, diz STJ

Namoro de dois meses, com o casal morando junto por duas semanas, não é suficiente para caracterizar união estável. Com esse entendimento, a 4ª Turma do Superior Tribunal de Justiça deu provimento ao recurso especial do filho de um homem falecido para julgar improcedente o pedido de reconhecimento da união estável feito pela namorada do pai.

Segundo o relator do recurso no STJ, ministro Luis Felipe Salomão, as normas, a doutrina e a jurisprudência vêm reconhecendo alguns requisitos essenciais para configurar união estável: estabilidade; publicidade (modus vivendi); continuidade, e objetivo de constituição de família. Em seu voto, lembrou precedente da 3ª Turma do STJ que diz ser necessária a presença cumulativa desses requisitos.
Markus Mangold / 123RF
STJ entendeu que casal que morou junto por duas semanas não tem união estável

"Somado a estes, há também os acidentais, como o tempo de convivência, a existência de filhos, a construção patrimonial em comum, a lealdade e a coabitação, que, apesar de serem prescindíveis (como já decidiu o Supremo Tribunal Federal, Súmula 382), possibilitam que o julgador tenha mais substrato para a recognição do formato de tal entidade", disse.

Salomão observou que, apesar de não haver precedente específico tratando da durabilidade ou de um tempo mínimo de convivência, o STJ já destacou ser imprescindível que haja a estabilidade da relação. Para o ministro, no caso em questão, ainda que não se tenha dúvidas quanto à intenção do casal de constituir família, "o mero intento não basta para concretizar a união de fato".

Dessa forma, concluiu que não há como falar em estabilidade, em comunhão de vida entre duas pessoas, no sentido material e imaterial, numa relação de apenas duas semanas.

O caso
O recurso teve origem em uma ação ajuizada pela mulher contra o espólio e os três herdeiros do então namorado, com quem manteve relação de dois meses e coabitação de duas semanas, até o falecimento do homem, em 2013. Segundo ela, os dois já haviam marcado uma data para formalizar a união – o que não se concretizou em razão da morte do companheiro. Com informações da assessoria de imprensa do STJ.
FECHAR
Ex-patrão deve indenizar por informar novo empregador sobre ação trabalhista

Ex-patrão deve indenizar por informar novo empregador sobre ação trabalhista

A trabalhadora pediu demissão após conseguir um novo emprego. No entanto, ingressou na Justiça pedindo a rescisão indireta do contrato de trabalho, por falta de anotação em sua CTPS. Consta nos autos que o ex-patrão entrou em contato por telefone com o novo empregador da mulher para informá-lo sobre a existência da ação trabalhista. Em virtude disso, a funcionária também requereu indenização por danos morais, alegando que o proprietário da empresa objetivou prestar más informações, no sentido de prejudicá-la.

Em 1º grau, o pedido de rescisão indireta foi julgado improcedente, pois o juízo considerou que a ruptura do pacto se deu por iniciativa da trabalhadora. Em relação aos danos morais, o juízo entendeu que o fato não configura assédio moral, mas considerou que a ligação telefônica foi comprovada por uma testemunha.

De acordo com o magistrado, "a conduta patronal, ainda que não tenha efetivamente obstado o acesso ao novo emprego ou tenha causado sua resilição, acaba por denegrir a imagem do ex-empregado perante terceiros, o que implica violação da honra objetiva, direito de personalidade protegido constitucionalmente". Assim, fixou a indenização por danos morais em R$ 1,5 mil.

Contra a decisão, foram interpostos recursos, sendo que a trabalhadora requereu a majoração dos danos morais. O relator, desembargador Márcio Ribeiro do Valle, acolheu o pedido, votando por aumentar o valor da indenização para R$ 2,5 mil.

O magistrado considerou ser incontroverso o fato que levou à condenação. Em relação ao pedido de rescisão indireta, manteve a sentença e seus fundamentos. O voto foi à unanimidade pela 8ª turma do TRT da 3ª região.
FECHAR
 
 
Onde Estamos
O escritório Jaster Advocacia está localizado na Cidade de Curitiba, na região do Centro Cívico, localização privilegiada ao Tribunal de Justiça do Paraná, Varas Cíveis e de Família de Curitiba, a uma quadra do Fórum Cível II. Com atuação no Sul e Sudeste do Brasil.
Curitiba - Paraná
Curitiba - Paraná
Rua Lysimaco Ferreira da Costa, 761
Centro Cívico | CEP 80530-100
Curitiba - PR - Brasil
Jaster Advocacia
 
Fale Conosco